O ingresso nas forças armadas é feito por meio de concurso público!

Na língua menos formal: através de uma prova, que seguidamente, nos da condições de participar do restante do processo seletivo. 

Para quem concluiu o ensino médio e tem o sonho de seguir a carreira de militar, poderá concorrer a vagas em três instituições nacionais: Marinha do Brasil, Exército Brasileiro e Força Aérea Brasileira.

Todas constituem as Forças Armadas e atuam sob a autoridade do presidente da República.

O Ministério da Defesa (MD) é o órgão do governo federal responsável por exercer a direção superior das Forças Armadas.

Os integrantes de cada instituição formam uma categoria especial de servidores da Pátria e são chamados de militares.

Na matéria de hoje, iremos abordar o ingresso na FAB.

Força Aérea Brasileira

 Para entrar na Aeronáutica, é possível concorrer a vagas nos seguintes cursos, de acordo com a Força Aérea Brasileira:

Curso de Formação de Oficiais Aviadores da Aeronáutica (CFOAV) – realizado na Academia da Força Aérea (AFA), o curso tem duração de quatro anos e, para entrar, os candidatos realizam provas de português, matemática, física, inglês, redação.

Curso de Formação de Oficiais de Infantaria da Aeronáutica (CFOINF) – assim como nos cursos de formação de oficiais aviadores, o curso de infantaria também é realizado na AFA, dura quatro anos e tem o mesmo processo de seleção. Porém, é destinado somente para homens.

Curso de Formação de Oficiais Intendentes da Aeronáutica (CFOINT) – também dura quatro anos e é destinado para homens e mulheres de 18 a 23 anos.

Curso de Formação de Sargentos da Aeronáutica (CFS) – realizada na Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR) em Guaratinguetá, interior de São Paulo, este curso tem duração de dois anos e os candidatos precisam fazer provas de português, matemática, física e inglês.

Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) – localizado em São José dos Campos, em São Paulo, as graduações desta instituição são: engenharia aeronáutica, engenharia eletrônica, engenharia mecânica-aeronáutica, engenharia civil-aeronáutica, engenharia da computação e engenharia aeroespacial.

 

DURAÇÃO DOS CURSOS

Os cursos têm duração de cinco anos e para entrar é preciso passar nas provas de português, matemática, física, química e inglês.

 

Nesta instituição, as vagas são divididas nas categorias privativas, destinadas aos candidatos que desejam seguir carreira militar; e ordinárias, que são vagas para quem pretende somente cursar o ITA.

 

De acordo com a Força Aérea Brasileira (FAB), no ano passado – sem contabilizar alunos do ITA -, 2.496 candidatos ingressaram na instituição.

 

Desses, apenas 290 desistiram do curso.

 

Mulheres na FAB

A inclusão de mulheres na Força Aérea Brasileira aconteceu no ano de 1982, por meio do ingresso do Corpo Feminino da Reserva da Aeronáutica que foi ministrado, Rio de Janeiro e no Centro de Instrução Especializada da Aeronáutica, em Belo Horizonte, Minas Gerais.

 

Em 2006, foi formada a primeira turma de oficiais-aviadoras, que poderão chegar ao posto de Tenente-Brigadeiro do Ar e assumir a função de Comandante da Aeronáutica.

 

Atualmente, o efetivo de mulheres militares da Força Aérea Brasileira (FAB) é de 12.100, o que representa cerca de 18% do total de militares.

 

O IPMIL auxilia seus alunos a se prepararem para os principais concursos, incluindo os que abordamos nessa matéria.

Para saber mais sobre a carreira militar, acompanhe nosso blog.

Se deseja ingressar nas fileiras das escolas nessa gloriosa instituição, se prepare conosco!

Inscreva-se em: https://ipadraomilitar.com.br/inscrever/

Avante!