As Forças Armadas representam o sonho de muita gente. É por isso que inúmeros estudantes começam a considerar essa carreira militar mesmo antes do fim do ensino médio. Sobre isso, é preciso saber que para entrar no Exército Brasileiro, na Marinha do Brasil ou na Força Aérea Brasileira é necessário passar em um concurso público e na maioria das vezes ele é bastante concorrido.

Nossas Forças Armadas estão organizadas da seguinte forma: o presidente da República é a autoridade que está acima delas, logo abaixo está quem exerce a direção superior dessas entidades, que no caso é o Ministério da Defesa (MD). A partir de então existem as subdivisões, conforme veremos na sequência.

O Exército, a Marinha e a Aeronáutica

Dentro do Ministério da Defesa estão esses três ramos. Auxiliares a eles estão a Polícia Militar do Brasil, que tem atuação estadual, e o Corpo de Bombeiros Militar.

A missão dessas instituições é zelar pela defesa da pátria brasileira e pela garantia da lei e da ordem, por meio da garantia dos poderes constitucionais.

Historicamente, os militares brasileiros têm atuação destacada em missões de paz da ONU, como no Haiti e no Timor Leste. Além disso, dentro do território nacional, eles participam de uma série de projetos que permitem o desenvolvimento e o bem comum de todos os brasileiros.

Para entrar no Exército

O meio para ingressar no Exército, excetuando o serviço militar obrigatório, é o concurso público. Para estar apto a ele é preciso que o candidato tenha altura mínima de 1,60 para homem e 1,55 para mulher, além de ser brasileiro nato ou naturalizado.

Com o ensino médio é possível se candidatar às seguintes instituições do Exército:

Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx);

Escola de Sargentos das Armas (ESA);

Escola de Sargentos de Logística (EsLog);

Instituto Militar de Engenharia (IME).

Além disso, é preciso também se submeter ao Exame de Aptidão Física (EAF), que consiste em dois dias de atividades, sendo o primeiro, a corrida de 12 minutos, com exigência de 2,45 km para homens e 2,10 km para mulheres, e o segundo, exercícios de flexão de braços com 21 repetições para homens e 12 para mulheres, e abdominal supra com 30 repetições para homens e 27 para mulheres.

 

Para entrar na Marinha

A Marinha é objetivo de boa parte dos interessados nas Forças Armadas, mas é necessário fazer uma formação especial para tanto.

É preciso ter 18 anos e prestar concurso público. As opções são a Escola Naval (EN) e a Escola de Aprendizes Marinheiros (EAM), nos cursos de Soldado Fuzileiro Naval e de Formação de Sargento Músico Fuzileiro Naval.

A Escola Naval é voltada para homens e mulheres e prepara oficiais para o trabalho a bordo dos navios Corpo da Armada, Corpo de Fuzileiros Navais e Corpo de Intendentes.

Essa formação demora cinco anos, sendo os quatro primeiros destinados ao ciclo escolar e o último, ao ciclo pós-escolar.

Já a Escola de Aprendizes-marinheiros tem cursos divididos em duas fases. A primeira é a da formação militar-naval e a segunda a da especialização. São 30 opções para o aluno. Com a formação, o marinheiro vai servir a bordo de navios.

Também é possível fazer os cursos de Soldado Fuzileiro Naval e Sargento Músico Fuzileiro Naval, ambos por concurso público e treinamento.

Para entrar na Aeronáutica

As formações para a Força Aérea Brasileira (FAB) podem ser feitas nas seguintes instituições.

Academia da Força Aérea (AFA), onde acontece o Curso de Formação de Oficiais Aviadores da Aeronáutica (CFOAV), com duração de quatro anos, o Curso de Formação de Oficiais de Infantaria da Aeronáutica (CFOINF), com duração de quatro anos e exclusivo para homens, o Curso de Formação de Oficiais Intendentes da Aeronáutica (CFOINT), com duração de quatro anos, mas formação exclusiva para homens, e o Curso de Formação de Oficiais Intendentes da Aeronáutica (CFOINT), com duração de quatro anos e abertos para homens e mulheres entre 18 e 23 anos.

Escola de Especialistas da Aeronáutica (EEAR), com sede na cidade de Guaratinguetá no interior de São Paulo, onde é realizado o curso de Formação de Sargentos da Aeronáutica (CFS), em dois anos;

Instituto Técnico de Aeronáutica (ITA), uma das mais importantes universidades do país, localizada na cidade de São José dos Campos. Nela, são oferecidas as graduações de Engenharia Aeronáutica, Eletrônica, Mecânica Aeronáutica, Civil Aeronáutica, da Computação e Aeroespacial.

PMSP

A PM oferece 2.700 vagas para soldados com remuneração de R$ 3.164,58. O concurso vai até 25 de setembro e o programa pode ser conferido no site da Vunesp.

Enfim, essa é uma área bastante procurada pelos jovens estudantes. Fique atento às informações aqui compartilhadas e não deixe de se preparar também para a parte física dos exames. Esse costuma ser um diferencial de quem consegue a aprovação.

Agora que sabe como ingressar na carreira militar, não deixe de conferir nossas dicas sobre como ser um profissional de sucesso.

BOMBEIRO

É preciso ser aprovado em concurso público estadual como o da Polícia Militar. Esses concursos costumam ser divididos em quatro partes. A primeira é a prova de conhecimentos gerais e específicos, a segunda, de avaliação física que normalmente envolvem corrida, natação, entre outros esportes, a terceira é a da investigação social do candidato, onde se avalia se existem antecedentes criminais e qualquer coisa que impeça que o candidato ocupe o cargo. Por fim, a quarte fase é a da avaliação médica, na qual o candidato é submetido a exames que atestam sua capacidade física e mental para o cargo.

Ao ser aprovado em todas as etapas, o interessado pode começar o curso de formação em regime integral, sendo avaliado ao longo de dois anos nos quais recebe uma remuneração mensal, de acordo com o seu estado.

Para tanto, é preciso cumprir algumas exigências como ser brasileiro nato, ter de 18 a 30 anos, ser formado em ensino superior, estar em dia com o serviço militar obrigatório e não ter antecedentes criminais.

Como ingressar na carreira militar feminina?

É fato que as mulheres ainda são minoria no efetivo militar, entretanto, elas já têm espaço em áreas tanto do Exército quanto da Marinha e da Aeronáutica. Havendo o interesse, é preciso conferir entre as instituições ligadas às forças armadas para saber quais são as regras para mulheres, considerando os exames e a idade, que costumam ser diferentes dos limites estabelecidos para homens.

A lei 12.705 é de 2012 e estabeleceu que mulheres pudessem começar a atuar como combatentes do Exército. Assim já é possível ter acesso a instituições que antes eram restritas aos homens como a Aman, a EsLog e a CIAVEx.

via: pravaler

Concursos públicos para a carreira militar

Anualmente, são lançados vários editais destinados para o preenchimento de vagas na carreira militar no Brasil. Confira alguns deles em nossas redes sociais. O IPMIL acompanha de perto o processo de cada concurso e lhe informa sobre todas as informações, acompanhe em:

Instagram: @institutopadraomilitar

Facebook: IPMIL – Instituto Padrão Militar

Twitter: IpmilOficial

O IPMIL – Instituto Padrão Militar, foi criado com o objetivo preparar jovens de 13 a 18 anos, para o ingresso nas forças armadas (Marinha, Exército, Aeronáutica) ou nas forças auxiliares (Polícia Militar, Corpo de Bombeiros), com o apoio de uma equipe extremamente capacitada, metodologia, plano de estudos, aulas das principais matérias cobradas nos atuais editais, preparo físico e psicólogo, o IPMIL proporciona ao aluno, o alicerce educacional como base para a admissão nas escolas militares.

Inscreva-se em: https://processoseletivo.ipadraomilitar.com.br/

AWARD WINNING PRODUCE

Order Online

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Pellentesque vestibulum aliquam cursus. Mauris molestie aliquam urna. Curabitur nec eleifend risus. Integer eget libero sed elit pharetra ultricies eu in augue. Integer eget libero sed elit pharetra ultricies eu in augue.

new0homepage-intro-block